Sábado, 19 de Junho de 2010

Existência

 

 O Amor é o única grande luta da Vida
Apenas nele se pode ganhar ou perder,
apenas nele há vencedor e vencido

O resto é dado a fundo perdido...
O Amor é a essência da Vida
tudo o resto é sombra, quimera ou miragem.

O Amor é da vida a melhor passagem.
Se falhas o Amor,falhaste o propósito da Vida

Porque viver é amar, sem amor somos um nado morto,

distorcido e torpe, filho da má sorte.
Se o Amor concretizaste, se amas-te, esquece tudo o resto,

Pára de dizer; eu não presto...
Pois já estás sentado no trono da Existência!

 

Apenas mais direi, eu... Amei!

..............

Rosinda

Escrito por Rosinda às 13:52
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De MIGUXA a 19 de Junho de 2010 às 19:40
Rosinda,

Belos os teus versos ao Amor, à essência da vida...
Não podia estar mais em sintonia com o que penso sobre a nossa forma de estar neste mundo...

Beijos ternos
Margarida
De Rosinda a 19 de Junho de 2010 às 21:37
Obrigada Margarida, por gostar e estar sempre presente neste meu cantinho.
Beijinhos
De severino a 21 de Junho de 2010 às 11:55
Sem se amar a si própria, o amor não terá sucesso
Temos que nos querer, para nos dar com consciência
Se nos damos à tôa, de barato, assim sem preço
Arriscamo-nos na aventura, de uma má experiência

O amor louco, à primeira vista, é arrebatador
Enlouquesse quem o vive, parecendo divinal
Termina sempre, em conflito, com imensa dôr
Derradeiro, como começou...ponto final !

Deixa marcas, dificeis de apagar em sofrimento
Desilusão, pela intensidade com que foi vivido
Por se ter doado à toa ...sem acolhimento
Pelo outro lado, não avalido, não ter conrespondido

... Quase sempre acontece!

Assim o amor, como tudo na vida, deve ser vivido
Equilibrado, com "preço", conta e medida no momento
Menos endiabrado, sem loucuras,... mas divertido
Se terminado, não nos envolve em tanto sofrimento

Claro que, sem amor, a vida não faz sentido
Viver sem amor, é não sentir, cego e... vegetar
Não se deixar envolver pelo seu semelhante amigo
È como um deserto, onde nada se pode cultivar

... Bendito seja o amor!
Um abraço


De Rosinda a 21 de Junho de 2010 às 14:00
O AMOR começa por nós, sem duvida!
Agradeço tão amável comentário, cheio de conteúdo e "inteligente".
Abraço
Rosinda
De TiBéu ( Isa) a 21 de Junho de 2010 às 15:44
De Rosinda a 21 de Junho de 2010 às 20:18
Beijinhos também para ti!
Obrigada

Comentar post

.free glitter text and family website at FamilyLobby.com

.pesquisar

 

hospedagem
hospedagem

.Versinhos recentes

. Um dia diferente...

. Tal como as árvores; "Mor...

. Feliz Páscoa

. Tu, só tu, meu amor...

. Não sou poeta...

. (Escrito em 2010) Carta p...

. (Escrito em 2010) Mascara...

. Solidão

. (Escrito em 2010) Tempo.....

. (Escrito em 2010) Mil e u...

.Arquivos

. Dezembro 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

.Outros blogs meus








Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Based on a work at poesiaerosas.blogs.sapo.pt.
As imagens deste blog são na sua maioria retiradas da Internet

.Dezembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds