Terça-feira, 29 de Junho de 2010

POEMA PARA O MEU PAI

Nunca fui capaz de fazer um poema para ti.

Descrever-te ... não sou capaz.

Porque por tua causa tanto sofri...

Mas é passado que ficou para trás.

Hoje és diferente, amansou-te a vida,

evoluis-te na tua  caminhada,

és agora uma pessoa mais querida,

agora quando o tempo já não conta nada.

Penso eu neste divagar...

do primeiro poema que te faço,

Que de ti não consigo falar...

Só quero meu pai dar-te um abraço.

 

---------------------

 

Rosinda

 

(poema ao meu pai que festeja hoje 82 anos)

 

Escrito por Rosinda às 19:06
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Junho de 2010

Quando falta inspiração...

fotografia da Flor... (Dida)

Basta olhar a natureza e teremos belos momentos de verdadeira poesia.

 

Rosinda

 

Escrito por Rosinda às 17:21
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 22 de Junho de 2010

ATÉ BREVE

Meu Deus! Chega tão longe assim a maldade humana...  Hoje como expliquei ao ir ao contador pequenino que a Fátima (sindarin tem no blog reparei que abria os meus próprios blogs. Entrei em contacto com o Sapo e mudei a palavra passe. Fiz o post. A sindarim telefonou, jurei-lhe pelo meu filho que não sabia que o IP era o dela... todos saberão a acreditar em mim e no que foram lendo que eu não sei grande coisa de informática. A resposta foi que se quisesse me tinha apagado os blogs em vez de fazer um post a avisar. Não penso da mesma maneira se deu conta de que conseguia abrir os meus blogs devia telefonar nessa altura não depois.  O que li no post da sindarim era que através do google se entrava e não através do contador do blog dela. Diz que continuo a fazer-me de santa , aliás já fez até pouco de mim num email dizendo que qualquer dia me faziam um busto de "senhora das rosas".

Estou demasiado fragilizada para aguentar tanta coisa. Nunca pensei possível tal situação, disse que se acalmasse e voltou a fazer chantagem emocional, não quero ser causa de sofrimento para ninguém e sei que neste momento eu sou para ela embora não saiba porquê , motivo de mal estar. Pelos vistos não tenho direito á minha paz. Não vou apagar os blogs. Mas vou fazer uma pausa ... talvez bem grande. Tenho pena  e penso que um dia entenderei porque será que fez isto. Tenho pessoas que considero muito e que guardarei no coração. Embora pelo que vejo essa Senhora pensa que eu não tenho sentimentos. Aguentei o possível. Cheguei aos meus limites. Queria poder fazer o que ela faz, mas não sou capaz. 

 

Parece que até breve é uma frase que vai ficar marcada na minha lembrança...

ATÉ BREVE AMIGAS... :)

Escrito por Rosinda às 15:59
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sábado, 19 de Junho de 2010

Existência

 

 O Amor é o única grande luta da Vida
Apenas nele se pode ganhar ou perder,
apenas nele há vencedor e vencido

O resto é dado a fundo perdido...
O Amor é a essência da Vida
tudo o resto é sombra, quimera ou miragem.

O Amor é da vida a melhor passagem.
Se falhas o Amor,falhaste o propósito da Vida

Porque viver é amar, sem amor somos um nado morto,

distorcido e torpe, filho da má sorte.
Se o Amor concretizaste, se amas-te, esquece tudo o resto,

Pára de dizer; eu não presto...
Pois já estás sentado no trono da Existência!

 

Apenas mais direi, eu... Amei!

..............

Rosinda

Escrito por Rosinda às 13:52
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

Fica o passado e a obra.

 

PASSADO, PRESENTE, FUTURO

 

Eu fui. Mas o que fui já me não lembra:
Mil camadas de pó disfarçam, véus,
Estes quarenta rostos desiguais.
Tão marcados de tempo e macaréus.

Eu sou. Mas o que sou tão pouco é:
Rã fugida do charco, que saltou,
E no salto que deu, quanto podia,
O ar dum outro mundo a rebentou.

Falta ver, se é que falta, o que serei:
Um rosto recomposto antes do fim,
Um canto de batráquio, mesmo rouco,
Uma vida que corra assim-assim.

José Saramago "Os Poemas Possíveis"

Escrito por Rosinda às 23:14
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Junho de 2010

ETERNAMENTE CRIANÇA... (poema antigo, tirado da gaveta)

 

 

Rodopiava, cantava com uma cafeteira,

para fazer eco, á sua maneira,

Vestia contente,saia de godés...

Vermelho retinto, quase pelos pés...

 Queria ser cantora, queria ser bailarina....

Falava Inglês à sua maneira! Era sonhadora...

Também de línguas , queria ser Professora,

Cresceu a menina em tão pouco tempo,

os sonhos voaram levados pelo vento...

Por ventos tão fortes, quase vendavais,

Hoje só houve a voz que lhe pergunta: Para onde vais?

Caminhar pela vida e se Deus quiser...

Esquecer a menina, fazer-me mulher.

Sou ainda jovem, não perdi a esperança...

Mas queria ser... Eternamente criança.

......................

 

(1972) Rosinda

 

Escrito por Rosinda às 15:28
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Domingo, 13 de Junho de 2010

SOFRO

 

Sofro ao sentir a presença,

Daquela maldita ausência

Que me atormenta a razão.

Já não distingo a carência...

De uma grande solidão.

Não... solidão não!

Pois não estou ausente em mim...

Não tenho alma sem sonhos,

Não... solidão não!

Não a quero para mim...

Solidão é um abismo,

Sem retorno e sem fim.

Vamos dar tempo ao tempo,

Porque o tempo tem razão...

E talvez me diga, sim...

Se é carência ou solidão.

E enquanto espero o tempo

Soa em mim só um lamento:

Tudo na vida, passa!

Frase cruel e desdita...

Não bendigo esta desgraça.

Se até a vida passa...

Nem ela é infinita.

 

.........

Rosinda

 

Escrito por Rosinda às 22:25
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Terça-feira, 8 de Junho de 2010

Choro da alma...

 

São sonhos, quimeras...

Eu tento eu quero eu digo, basta de lamentos...

Chega! Não quero tormentos

nem torpes pensares, eu quero é luz...

Tirar este fado do meu pensamento.

Ouvindo os brados desta vida amarga

que parece tudo, e no fim não é nada.

Triste madrugada neste desabafo

gemo de cansaço, de incompreensão,

Eu quero o porquê... eu quero a razão

Sentimentos confusos...morrem as palavras,

cerram-se os dentes, fecha-se o coração.

Neste soluçar, neste meu sofrer

onde o que digo fica por dizer,

e o que oiço não sei entender.

Não sei se estou louca,mas acho que não,

Se estivesse louca...

Eu não saberia o que é frustração...

O sabor da injustiça, no meu coração,

Infelizmente, não estou louca... não!

 

............

 

Rosinda

 

Escrito por Rosinda às 23:33
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Domingo, 6 de Junho de 2010

Saudade




Saudade é solidão acompanhada,

é quando o amor ainda não foi embora,

mas o amado já...


Saudade é amar um passado que ainda não passou,

é recusar um presente que nos machuca,

é não ver o futuro que nos convida...


Saudade é sentir que existe o que não existe mais...


Saudade é o inferno dos que perderam,

é a dor dos que ficaram para trás,

é o gosto de morte na boca dos que continuam...


Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:

aquela que nunca amou.


E esse é o maior dos sofrimentos:

não ter por quem sentir saudades,

passar pela vida e não viver.


O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

.........


Pablo Neruda


Escrito por Rosinda às 00:19
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Junho de 2010

SONHO COR DE ROSA

 

 

Como luz radiante brilha o meu coração,

Hoje estou feliz, senti o doce sossego,

de paz e de gratidão,

Fazendo um circulo de luz,

num simples toque de mão.

Estou aqui se precisares

disse tão suavemente...

Não é preciso chorares,

sempre haverá para as duas

quando eu estiver presente...

Preciso só de amor e um pouco de carinho...

E esse tens minha filha,

vou cantar-te... mas baixinho!

"O xaile de minha mãe que me aqueceu com carinho..."

E a voz melodiosa parecia vinda do céu...

Dei comigo sorrindo e chorando de emoção,

Vivendo este sonho lindo,

este sonho cor de rosa, cá dentro do coração...

E enquanto tu cantavas, eu vivia o sentimento

Daquele belo momento a sentir a suavidade

minha Mãe da tua mão...

 

Rosinda

Escrito por Rosinda às 18:36
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.free glitter text and family website at FamilyLobby.com

.pesquisar

 

hospedagem
hospedagem

.Versinhos recentes

. Um dia diferente...

. Tal como as árvores; "Mor...

. Feliz Páscoa

. Tu, só tu, meu amor...

. Não sou poeta...

. (Escrito em 2010) Carta p...

. (Escrito em 2010) Mascara...

. Solidão

. (Escrito em 2010) Tempo.....

. (Escrito em 2010) Mil e u...

.Arquivos

. Dezembro 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

.Outros blogs meus








Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Based on a work at poesiaerosas.blogs.sapo.pt.
As imagens deste blog são na sua maioria retiradas da Internet

.Dezembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds