Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

Há tanto tempo...

Tou...? ouvia-te, mas nada ouvia...

A tua voz, que tão bem conhecia,

Arrasta-me para o passado,

Como num filme já rodado,

Mil vezes visto ...

... Mil vezes relembrado,

Emoções, sentimentos ,

Alvoraçam-me , autentico redemoinho...

E por momentos, apenas momentos...

Quis esquecer, senti carinho,

Mas depressa a chuva me arrefece o corpo,

Me alerta os sentidos,

A tua voz , nada diz de sentimento

Apenas me chega ao ouvido,

Uma justificação, um esclarecimento...

Que nada tem a ver com amor...

Como lamento...

Já não ouvia tua voz, há tanto tempo...

 

Rosinda

 

 

Escrito por Rosinda às 21:04
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Segunda-feira, 25 de Outubro de 2010

Crescer... (dar valor ao que realmente tem valor)

Antes de postar o poema, quero fazer um esclarecimento. Este poema estava no meu blog Poemas na Bruma. Já chega de birra! Tenho tentado crescer com a vida. Ao manter este blog aberto, dou-me conta de que apesar de me julgar nesse direito, não me dá prazer nenhum. Antes pelo contrário. Tenho orgulho de mim, gosto de ser como sou. Apenas gostaria que se reflectisse mais sobre o que vale a pena ou não... A partir de agora o link http://poemasnabruma.blogs.sapo.pt está disponível para quem quiser. Neste momento sinto que cresci mais um pouco dentro de mim. Vaidade...? Não! APENAS UM FACTO!!!!!!!

Peço desculpa a todos os que comentaram este blog, falarei de Guimarães que é realmente a terra onde vivo há 35 anos, que é também terra dos meus filhos e netos, no meu blog onix.

Rosinda

   

 

 Há silêncios que falam

 

 

Há silêncios que falam,

nem sempre dizem o que queremos,

e tão pouco entendem o que dizemos.

Por isso calam.

Mas qual água cristalina e transparente,

Brilhará sempre a palavra inocente...?

Não... brilha mais a falsa mansidão,

que cala sorrindo tristemente,

não podendo ser desconfortável a posição.

E assim decorre pelo mundo inteiro,

a hipocrisia do bem aventurado,

porque se julga menos prisioneiro,

só pelo facto de estar calado.

Abram-se as cabeças, desse mal amados

Desacomodem-se façam pela vida...

Serão talvez mais pesados fardos,

Mas eis que a causa não pode ser perdida.

A causa da justiça e da verdade...

calando ou não a voz de quem a tem,

sairá um dia em Liberdade,

Brilhando na mão justa de alguém.

 

Rosinda

 

Escrito por Rosinda às 15:17
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

Acordar do sonho

 

Como caminhar sem ver o caminho...?

 Só vivo se da vida me ausentar,

e então tristemente vou sorrindo,

esperançosa, que algo vai mudar.

E quando caio em mim, livre do sonho...

sinto-me nua num imenso vazio.

Tão triste, tão medonho...

arrefece-me a alma e sinto frio.

Se muito durasse tal sentimento,

endoidava de vez, perdia o tino...

Porque será que tanto me lamento,

esquecendo que é este o meu destino.

Pudera eu escolher, o que faria?

Sei lá! É o que  saberia  responder.

Porque da vida nem sei o que queria...

e sei que vou morrer sem o saber.

Mas não quero acordar desta quimera,

O sonho, a ilusão não abandono,

esquecendo que está longe a Primavera

E receber alegremente o meu Outono.

Na fantasia de que existisse

alguém a quem amar eternamente,

Para deixar este sorriso triste,

E ser feliz, feliz para sempre...

 

Rosinda

 

 

Escrito por Rosinda às 22:39
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 13 de Outubro de 2010

Minha vida azeda, é doce...

Minha vida por vezes pode ser azeda

Azeda como o limão

Mas ainda assim doce

É doce minha emoção, é doce meu coração

Como muitos doces que o limão engrandece

Com aroma tentador,que a todos apetece

Assim é a minha vida, misturado o sabor,

Porque nas horas mais tristes

Eu sinto mais o Amor...

Rosinda

Escrito por Rosinda às 16:53
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010

Cavalo alado

 

No meu peito bate acelerado,

Cavalo alado livre e solto ao vento,

Corre atrás do sonho imaginado

Livre e solto corre contra o tempo...

Treme de emoção e de sentir

Tão cheio de amor e recordações,

Sorri à vida que ainda há-de vir,

Carrega esperançoso muitas ilusões...

É sentimental, talvez meio louco

Tem sede de vida de amor e paixão...

Podia parar, descansar um pouco

Desta correria... mas não!

Continua forte a sorrir valente,

Enfrenta o mundo e o que aparece

Dizendo que a vida é um bem presente

E a sua vontade é que prevalece.

Continua assim dentro do meu peito,

Esse coração assim desse jeito.

Rosinda

 

Escrito por Rosinda às 21:04
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 1 de Outubro de 2010

Para vocês...

 

Para todos as minhas amigas virtuais com votos de óptimo fim de semana. Podem levar foi feito com carinho. :-)))

Escrito por Rosinda às 21:08
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

.free glitter text and family website at FamilyLobby.com

.pesquisar

 

hospedagem
hospedagem

.Versinhos recentes

. Um dia diferente...

. Tal como as árvores; "Mor...

. Feliz Páscoa

. Tu, só tu, meu amor...

. Não sou poeta...

. (Escrito em 2010) Carta p...

. (Escrito em 2010) Mascara...

. Solidão

. (Escrito em 2010) Tempo.....

. (Escrito em 2010) Mil e u...

.Arquivos

. Dezembro 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

.Outros blogs meus








Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Based on a work at poesiaerosas.blogs.sapo.pt.
As imagens deste blog são na sua maioria retiradas da Internet

.Dezembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds