Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011

O blog Poesia e Rosas, vai fazer uma pausa...

Escrito por Rosinda às 10:21
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Novembro de 2011

O filme...

Escrito por Rosinda às 21:45
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Novembro de 2011

Saramago...

Poema à boca fechada


Não direi:
Que o silêncio me sufoca
e amordaça.
Calado estou, calado ficarei,
Pois que a língua que falo é
de outra raça.

Palavras consumidas se acumulam,
Se represam,
cisterna de águas mortas,
Ácidas mágoas em limos transformadas,
Vaza de
fundo em que há raízes tortas.

Não direi:
Que nem sequer o esforço
de as dizer merecem,
Palavras que não digam quanto sei
Neste retiro em
que me não conhecem.

Nem só lodos se arrastam, nem só lamas,
Nem só
animais bóiam, mortos, medos,
Túrgidos frutos em cachos se entrelaçam
No
negro poço de onde sobem dedos.

Só direi,
Crispadamente recolhido e
mudo,
Que quem se cala quando me calei
Não poderá morrer sem dizer tudo.



(OS POEMAS POSSÍVEIS DE JOSÉ SARAMAGO)

______________________________________________________________________________________________

Poemas Possíveis, foi o único livro que  li de José Saramago. 

Por isso no dia em que morreu fiz este post ;http://poesiaerosas.blogs.sapo.pt/tag/saramago e pela mesma razão deixo hoje mais um poema do mesmo livro. Porém conheço a sua história de vida.

 No passado mês de Junho, a quando da inauguração das obras do lugar onde vivo, foi-me pedido que fizesse um poema, (tipo discurso) para oferecer à estilista que nos ofereceu uma fantástica pintura nos prédios, Ágata Ruiz de La Prada. Aproveitei para agradecer a Espanha o acolhimento que fez, ao J.Saramago e de alguma forma falar daquele que foi "escorraçado" do seu país. Pouco entendido e mal amado pela sua Pátria.

Os meus versinhos foram levados pela estilista, o que me honrou. Deixo-os aqui com humildade, apenas para dizer o que sinto e participar de alguma forma, numa homenagem a um homem que admiro, José  de Sousa Saramago.

Obrigada...

 

Já faz mais de trinta anos, que fiz deste o meu lugar,

 

Criei filhos , tenho netos, e por aqui vou ficar...

 

Até que a morte me leve, para onde tem que levar...

 

E fui vendo envelhecer este bairro social,

 

Que ainda há pouco tempo, estava mal, muito mal...

 

Deram-lhe vida e cor, um bom banho de limpeza,

 

Está lindo que é um amor, para se viver em beleza!

 

Da História do meu País, há coisas que não me lembro,

 

Outras coisas que se diz... e outras que não entendo...!

 

Sou humilde, sem cultura, mas na minha simplicidade,

 

No coração tenho ternura, e nas palavras verdade...

 

De Espanha nada conheço, não me foi proporcionado,

 

Mas há coisas que não esqueço, pelas quais eu agradeço,

 

Dizendo o meu obrigado... Um obrigada sincero,

 

Que no coração eu trago, pela forma como acolhes-te

 

E até como amas-te, o “nosso” José Saramago.

 

Esquecido por sua gente, Portugal, onde nasceu...

 

Era simples, mas diferente... era muito verdadeiro,

 

Admirado no mundo inteiro... aqui ninguém o entendeu...

 

E agora temos aqui, este alegre colorido,

 

Idealizado por alguém, que deve ser muito querido...

 

Um coração de criança quiçá até brincalhão...

 

Que nos encheu de esperança, com esta transformação...

 

E que mais posso dizer?

 

Não vou dizer-vos mais nada, para não aborrecer!

 

E vou só agradecer a Ágata Ruiz de La Prada...

 

E que continue a festa, desta inauguração...

 

E juntemos nós a esta, a festa do S.João...

 

Guimarães, 24 de Junho de 2011

 

Maria Rosinda Fernandes

Escrito por Rosinda às 14:55
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 12 de Novembro de 2011

Que fique escrito...

Escrito por Rosinda às 18:57
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Novembro de 2011

Dias...

Escrito por Rosinda às 22:33
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Domingo, 6 de Novembro de 2011

Criei laços...

Escrito por Rosinda às 20:55
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Terça-feira, 1 de Novembro de 2011

Vai-te solidão que te não quero...

Escrito por Rosinda às 19:07
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

.free glitter text and family website at FamilyLobby.com

.pesquisar

 

hospedagem
hospedagem

.Versinhos recentes

. Um dia diferente...

. Tal como as árvores; "Mor...

. Feliz Páscoa

. Tu, só tu, meu amor...

. Não sou poeta...

. (Escrito em 2010) Carta p...

. (Escrito em 2010) Mascara...

. Solidão

. (Escrito em 2010) Tempo.....

. (Escrito em 2010) Mil e u...

.Arquivos

. Dezembro 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

.Outros blogs meus








Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Based on a work at poesiaerosas.blogs.sapo.pt.
As imagens deste blog são na sua maioria retiradas da Internet

.Dezembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds